10 dicas para cuidar do seu cão durante as festas de final de ano .

10 dicas para cuidar do seu cão durante as festas de final de ano .

Matéria produzida em conjunto por:
Jorge Guerra – O Repórter Pet  &  Ricardo Tamborini - Adestrador e especialista em comportamento canino


Animais que sofrem com os fogos de artifício, precisam receber atenção redobrada durante as festas de final de ano

Com as comemorações no final do ano, é comum encontrarmos cães mais sensíveis que sofrem com o medo dos fogos de artifício.
Mas, é importante saber, que nenhum cão nasce com medo!
O medo é um comportamento indesejado, que surge por conta dos estímulos errados que o cão recebe dos donos no dia a dia.

Segundo o adestrador e especialista em comportamento canino Ricardo Tamborini, o cachorro deve entender desde filhote, que o barulho dos fogos não representa perigo, e que é algo passageiro.

Caso o tutor não condicione o animal da maneira correta, ele pode desenvolver fobia, e o medo pode resultar em outros problemas, como estresse, insegurança, agressividade e depressão.

Para que os donos saibam como lidar melhor com o problema, Tamborini listou uma série de dicas com foco em cães que já têm fobia de fogos de artifício:

1 – Cuidado com objetos que podem machucar o animal.
Retire porta-retratos de vidro, taças e qualquer outra peça que possa feri-lo caso ele corra ou tente pular por conta do medo de barulhos.

2 – Tome cuidado com as fugas. Em datas festivas, é grande a movimentação de entrada e saída de visitas ou moradores da casa. Portanto, fique sempre atento com portas e portões abertos, evitando que o cão fuja.

3 – Proporcione um ambiente seguro e tranquilo para o animal, caso esteja em um lugar estranho, na casa de amigos ou viajando. De preferência, deixe-o em um local silencioso, longe de pessoas e outros cães. Em situações de medo, o cão procura abrigo em algum local escuro e tranquilo.

4 – Abrigue o cão em uma caixa de transporte de tamanho adequado, cobrindo essa caixa com algum tecido escuro, ou coloque-o em um quarto escuro.

5 – Você pode colocar pequenos chumaços de algodão nos ouvidos do cão.
Isso ajuda a abafar o barulho dos fogos e faz com que ele fique mais confortável e tranquilo. Mas não se esqueça de tirar o algodão ao final do dia.

6 – Coloque uma coleira com plaquinha de identificação com o nome do cão, telefone dos proprietários e endereço.
Por conta do medo e desespero, são bastante comuns as fugas em períodos de comemorações com fogos.

7 – Retire a alimentação do animal horas antes dos fogos.
Por conta da ansiedade causada pelos fogos, alguns cães se alimentam rápido demais e podem sofrer complicações como vômitos ou torção gástrica. Já a água deve estar sempre à vontade.

8 – Fique atento e tome muito cuidado para que o cão não roube comida ou petiscos da mesa.
Alimentos humanos fazem mal ao animal, e alguns podem até intoxicá-lo.

9 – Faça caminhadas pouco antes das comemorações.
Cansar o cão física e mentalmente poderá ajudá-lo a passar por esse período de forma mais calma e tranquila.

10 – Se pretende viajar, e não puder levar o seu cão, opte por um hotel de cães que tenha uma equipe preparada.
Jamais deixe um cão que tem medo de fogos sozinho em casa, pois, devido ao medo, ele pode se machucar seriamente, querendo fugir da situação que o está incomodando.

Matéria produzida por:
Jorge Guerra – O Repórter Pet  &  Ricardo Tamborini - Adestrador e especialista em comportamento canino

 

Redes sociais

Reporter Pet:
Facebook:   facebook.com/reporterpet

Instagram: @reporterpet
YouTube:    youtube.com/programareporterpet

Ricardo Tamborini:
Facebook:   
facebook.com/RicardoTamboriniOficial/
Instagram: 
@ricardotamborini
YouTube:     
youtube.com/ricardotamborini

 


Veja outras matérias

Clique aqui