como ensinar o cachorro a não pular nas pessoas

Como ensinar o cachorro a não pular nas pessoas

Matéria publicada na Revista Bichos.com
Fonte de entrevista: Ricardo Tamborini - Adestrador e especialista em comportamento canino

como ensinar o cachorro a não pular nas pessoas .

Cães que pulam nos donos e nas visitas. Veja dicas para corrigir esse comportamento 

 

Seu cão vive pulando em você e nas suas visitas?

Você grita e ele não te obedece?

Esse comportamento pode ocorrer como demonstração de alegria quando alguém chega em casa, como a busca por algum tipo de recompensa ou até mesmo por dominância.  Essas atitudes demonstram algo errado e ausente: a autoridade de um líder da matilha.

– Caso ele seja muito rápido e não dê para desviar, diga “não!” e tire-o de perto, levantando uma das pernas, dando uma leve joelhada.
Diga o comando “senta!” ou“deita!”, para que ele comece a entender qual é o comportamento correto. Em seguida recompense-o.

O especialista em comportamento canino Ricardo Tamborini explica que o primeiro passo é estabelecer a liderança do dono.
O cão deve entender que determinadas atitudes dele incomodam e que não são corretas.

Para isso, ele dá algumas dicas para educar o seu animal:

– Quando o cão estiver preparado para saltar, vire o corpo e deixe-o pular no vazio.
Não diga nada e também não faça nenhum tipo de contato visual.

– Assim que o cão pular, segure firmemente as duas patas e comece a andar para frente e para os lados.
Faça com que essa brincadeira de pular fique extremamente chata para ele.
Solte quando ele estiver bem incomodado. Dessa forma, ele irá ficar desestimulado a pular nos donos e nas visitas.

Tamborini lembra que o importante é fazer o cão entender o que é certo e o que é errado e recompensá-lo todas as vezes que ele assimilar o comportamento desejado.
“Problemas de comportamento canino não cessam de uma hora para outra, portanto, não fique irritado se ele não parar de pular na primeira tentativa.

Continue praticando até fazê-lo entender”, lembra.
Outra dica muito importante é monitorar-se para não confundir a cabeça do cão, dando carinho quando ele pular e depois “se lembrar” que está fazendo a coisa errada.

O dono deve ser firme na hora de ensinar.
“Mostre a todos da casa como se faz, pois o animal só aprenderá se todos cooperarem”, conclui.”

 

Ricardo Tamborini é adestrador e especialista em comportamento canino
Saiba mais em: www.ricardotamborini.com.br

 


Veja essa matéria no site da Revista Bichos.com 

Clique aqui

 

Gostou desse artigo? Deixe o seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.